Em 1964, transpôs o clássico de sabre de Kurolsawa, ‘Yojimb’o, para o Oeste selvagem e lançou, com ‘Por Um Punhado de Dólares’, com Clint Eatwood


Clint barbudo, com a aba do chapéu tapando o rosto e o cigarro no canto da boca. Um mocinho improvável, meio bandido. Isso e a trilha de Ennio Morricone esculpiram o mito. Foto: CONSTANTIN FILM

Saiba mais!

Boa leitura!