Cenário – 7.1.19

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

 

Fonte: Migalhas.

 

Fluxo de governo

Entre ruídos reais e outros nem tanto, a agenda do novo governo buscou os espaços que eram possíveis para se consolidar nestes primeiros dias.

Itens delicados e/ou polêmicos acabaram atropelando o cronograma, o que prejudicou parte da estratégia de furar as bolhas por etapas e de maneira estruturada.

Ideias que mexem com a área fiscal e com a rotina das pessoas tomaram a dianteira antes da hora, envolvendo muita gente.

Assim como a questão da Previdência naquilo que ainda carece de ajustes técnicos e políticos.

O desafio posto esta semana ao Planalto e aos ministérios mais ativos reside em dosar melhor o tempo e, em alguma medida, controlar a ansiedade.

Previdência

O texto

Se não for possível avançar nos trechos complexos, pelo menos a parte base da reforma da Previdência e seu provável curso no Congresso a partir de fevereiro serão colocados em discussão na reunião de amanhã do Conselho de Governo.

Governadores

Situação nos Estados

No fim de janeiro, governadores estarão em Brasília para dar continuidade às conversas com o Planalto e a equipe econômica sobre os rumos da Previdência e o apoio à reforma que está sendo elaborada pelo governo Federal.

Bancos públicos

Novas cúpulas

Jair Bolsonaro dará posse hoje aos presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, Banco do Brasil, Rubem Novaes, e BNDES, Joaquim Levy.

A troca de guarda está alinhada a uma estratégia de curtíssimo prazo que prevê, entre outras coisas, 1) comunicação rápida das primeiras medidas e 2) balanços igualmente ágeis dos resultados obtidos com as ações.

Calendário

IBGE 2019

Estão disponíveis no site do IBGE todas as divulgações previstas para o ano.

Davos

Preparativos

O Fórum de Davos, na Suíça, já recebeu confirmações importantes de lideranças empresariais e políticos que estarão no encontro global entre os dias 22 e 25 deste mês.

Além de Bolsonaro, o vice-presidente chinês Wang Qishan e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, irão.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, que não pisa na reunião desde 2009, também pode participar.

AGENDA

Celular – Mensagens de alerta sobre o bloqueio de celulares irregulares habilitados nas redes das prestadoras a partir de hoje serão enviadas para os Estados do Nordeste, além de Minas Gerais, São Paulo, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima.

Ônibus – A tarifa do ônibus municipal em São Paulo passa de R$ 4 para R$ 4,30 a partir de hoje.

SABER

Cozinha – O sucesso dos livros de culinária. Veja um dos muitos rankings dos títulos mais vendidos.

SUSTENTÁVEL

Água – Conheça a Associação Latino-americana de Dessalinização e Reúso de Água (Aladyr).

TECH

Inovação – Os rumos da realidade aumentada (RA) ou (AR), tecnologia que integra elementos e informações virtuais com o que é real. Assista aqui.

BEM-ESTAR

Férias – Um relatório divulgado no ano passado que atesta: tirar férias pode prolongar a vida.

JORNAIS

Ibama – Uma postagem do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, reabriu a crise com a atual direção do Ibama. No Twitter, Salles criticou um contrato do órgão para a locação de carros. (Folha de S.Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo)

Reação – O presidente Jair Bolsonaro retuitou a postagem de Salles e escreveu que o governo está “desmontando rapidamente montanhas de irregularidades”. Pouco depois, apagou o comentário. (Folha de S.Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo)

Estrutura – O anúncio feito pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, de que iria demitir 320 servidores de cargos comissionados para “despetizar” a pasta desarticulou momentaneamente o corpo técnico do Palácio do Planalto. (Folha de S.Paulo)

Congresso – O governo Bolsonaro quer criar um atalho no Congresso para agilizar a aprovação de projetos ligados principalmente à infraestrutura, numa tentativa de destravar investimentos. (manchete de O Estado de S. Paulo)

Empresas – Além das reformas macroeconômicas, o setor produtivo espera que o governo Bolsonaro adote outras medidas para dar mais competitividade ao país. (manchete do O Globo)

ICMS – Vinte Estados e o Distrito Federal aumentaram nos últimos dois anos várias alíquotas de ICMS para compensar perdas de arrecadação deixadas pelo déficit previdenciário que se aproxima de R$ 100 bilhões. (manchete da Folha de S.Paulo)

BNDES – O diretor financeiro do BNDES, Carlos Thadeu de Freitas, confirmou que o banco tem capacidade de devolver neste ano R$ 100 bilhões ao Tesouro Nacional. (O Estado de S. Paulo e Valor Econômico)

Urânio – O governo Bolsonaro pretende abrir, para empresas privadas, a pesquisa e a exploração de urânio, atividades que hoje são monopólio da União. (manchete do Valor Econômico)

Ceará – Os ataques criminosos no Ceará perderam força na quarta madrugada seguida de ações de bandidos. A noite de sábado, 5, foi a primeira com os 300 integrantes da Força Nacional no Estado. (todos os veículos)