TC Journal
Edição de Fechamento
24 de outubro de 2018
Indicadores Financeiros
BOVESPA ($IBOV) 83.063 PTS -2,62%
DÓLAR ($BRL) R$3,739 +1,19%
S&P500 ($SPFUT) 2.656 PTS -3,09%
BITCOIN ($BTX) US$6.497 +0,29%
RISCO-PAÍS ($CDS5) 216.094 PTS +2,53%
Aversão ao risco contamina ativos locais; mercado à espera de mais anúncios  Câmbio e juros tiveram o pior desempenho do mês nesta quarta-feira, impactados pela alta aversão ao risco no exterior e a cautela dos investidores antes da divulgação de uma bateria de pesquisas eleitorais amanhã. Para contribuidores TC, a incerteza eleitoral permanece, só mudou de formato: o mercado agora quer sinalizações claras de Jair Bolsonaro e sua equipe sobre a condução econômica do país para avaliar se a tendência de queda do dólar futuro e dos DIs vistas desde o primeiro turno tem condições de ser mantida. Nesse sentido, se as pesquisas sugerem uma vitória por ampla margem, há esperanças de que um mandato mais forte para Bolsonaro dê impulso à passagem do ajuste fiscal, diminuindo o maior risco para o país no longo prazo.

Sensíveis a essa incerteza, os juros futuros avançaram em bloco, com altas entre 17 e 20 pontos-base na ponta longa. “O mercado está segurando otimismo antes das pesquisas e isso pode contribuir para a abertura da curva”, disse à TC News um gestor sediado no Rio de Janeiro. O dólar futuro disparou 1,2% a R$3,74, patamar não visto desde 17 de outubro, também sob influência do dólar americano no exterior. Hoje o Livro Bege, do Federal Reserve, reiterou temores nos Estados Unidos com as disputas comerciais, suportando a tese de juros mais altos. Amanhã é a vez do Banco Central Europeu se pronunciar sobre os juros, o que pode acrescentar volatilidade, bem como dados de seguro-desemprego e pedidos de bens duráveis nos EUA. Com a queda nas bolsas americanas contaminando os ativos emergentes, gestores de vários fundos reunidos ontem em evento no banco BTG Pactual recomendaram ao investidor entrar no pós-eleição com otimismo, mas mantendo uma estratégia de perdas limitadas.

O índice Bovespa também sentiu a aversão ao risco e desabou 2,6%, a pior queda desde 10 de outubro, refletindo a derrocada das bolsas em Nova Iorque. Com o índice Dow Jones apagando ganhos no ano e o Nasdaq entrando em território de correção, o início forte da temporada de resultados local, com Weg e Fibria, não foi páreo para ofuscar os temores. Cosan ON puxou as perdas, caindo quase 10%, o pior recuo em maios de sete anos, após propor incorporação da Cosan Logística. A expectativa à noite é pelos números da Vale; amanhã é a vez de Ambev, Suzano e GPA. Teremos também dados da conta corrente brasileiros e terceira prévia do IPC. Informe-se bem sobre o que acontece no pregão: cadastre-se no TradersClub!

Traders em Wall Street. (Créditos: Richard Drew/AP/Vanity Fair)
“Se o PT vencesse, para mim seria mais difícil, porque a agenda econômica do PT é muito divergente da minha. Presidir a Casa para ficar enfrentando o próximo governo não caberia. Nesse campo aqui a agenda econômica é a mesma, tem mais convergência.”
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados
PRINCIPAIS NOTÍCIAS PARA VOCÊ TERMINAR O DIA BEM INFORMADO
Trading News 
— Indústria de fundos capta R$9,6 bilhões até 19 de outubro, diz Anbima
— Alta de custos e escassez de mão-de-obra preocupam empresas americanas, diz Livro Bege
— SP500 e a média móvel de 200 dias: vai perder?
— EBITDA, receita da Fibria batem consenso com dólar alto; custo caixa recua
— Para NGO, câmbio reflete mercado futuro e não o exterior conturbado
— FBI investiga pacotes suspeitos enviados a Obama, Clintons, CNN
— Ativos brasileiros caem em sintonia com mercado global, ofuscam eleição
— Estrangeiros entram com R$252 mi na segunda-feira
— Lucro, EBITDA da Weg ficam abaixo do consenso; dólar impacta capital de giro
— Banco do Canadá eleva taxa de juros, refletindo economia sólida
— Gestão da CSN alerta que cenário deve melhorar, mas papel não reage ainda
— Arrecadação federal tem melhor setembro desde 2015, apesar de retomada lenta
— Silêncio deve neutralizar eco de declarações infelizes no campo bolsonarista
—  Sabesp em Nova Iorque?

Valor Econômico
— Maia diz que tem agenda convergente com a de Bolsonaro
— Fusões e aquisições registram menor patamar desde 1º trimestre de 2015

Estado de S.Paulo/Broadcast
— Exportações devem fechar o ano com melhor resultado em 30 anos
— Haddad pede ao TSE para ser entrevistado pela TV Globo no horário reservado a debate

Folha de S.Paulo  
— Fusão de ministérios da Agricultura e Meio Ambiente pode ser revista, diz aliado de Bolsonaro
Quer ser o investidor mais bem informado do mercado? Entre para o TradersClub!

Canal #master 

“O volume reforça a tendência. Volume grande pra terminar onde está, não significa nada. Volume alto pra fechar acima de uma resistência ou abaixo de um suporte, corrobora a tendência.” Luís Felipe Mendonça de Siqueira (@luismensiq)

TC Master
Agenda 

Indicadores nacionais
— 05h00: IPC 3ª prévia de outubro – Fipe
— 08h00: Confiança do Comércio – FGV
— 10h30: Saldo em conta corrente de setembro; consenso US$390 milhões
— 10h30: Investimento estrangeiro direto em setembro; consenso US$7,0 bilhões

Indicadores internacionais
— 03h00: Clima do Consumidor GfK da Alemanha em novembro; consenso 10,5
— 05h00: Expectativas de Negócios da Alemanha; consenso 100,3
— 05h00: Índice Ifo de Clima de Negócios da Alemanha; anterior 103,7
— 08h45: Taxa de Facilidade Permanente de Depósito na Zona do Euro; consenso -0,40%
— 09h30: Pedidos Iniciais por Seguro-Desemprego dos EUA; consenso 214.000
— 09h30: Pedidos de Bens Duráveis dos EUA de setembro; consenso -1,3% na base mensal
— 09h30: Núcleo dos Pedidos de Bens Duráveis dos EUA de setembro; consenso 0,5% na base mensal
— 09h30: Balança Comercial de Bens dos EUA de setembro; consenso – US$ 74,9 bilhões
— 11h00: Vendas Pendentes de Moradias dos EUA de setembro; consenso -0,1% na base mensal
— 20h30: IPC – Tóquio de outubro; anterior 1,3% na base anual

Eventos: 
— 05h00: Decisão de juros do banco central da Noruega
— 08h45: Decisão da Taxa de Juros da Zona do Euro; consenso manutenção em  0%
— 09h30: Coletiva de imprensa do Banco Central Europeu
— 13h15: Discurso de Richard Clarida, do Federal Reserve
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa Real Time Big Data para a Presidência
— N.D.: Previsão de divulgação de pesquisa CUT/Vox do Brasil para a Presidência
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa Folha de S.Paulo/TV Globo/Datafolha para a Presidência
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa Folha de S.Paulo/TV Globo/Datafolha para os governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa Paraná Pesquisas para a Presidência

Resultados corporativos
— N.D.: Fleury
— Antes da abertura: Ambev
— Depois do fechamento: CCR, GPA, Grendene, Paranapanema, Lojas Renner, Suzano

Teleconferências
— 10h00: Odontoprev
— 11h00: WEG, Vale
— 12h00: Localiza, Ambev
— 14h00: Via Varejo

Siga o nosso canal #TRADING_NEWS
para saber o que acontece no pregão!