É com corpos que se recusam a ser determinados pelo ato de ser violentada ou pelo ato de violar que podemos criar um outro jeito de ser e de estar nesse mundo

Arte em protesto contra Bolsonaro que circula pelas redes sociais

Leia mais aqui.

Boa leitura!